segunda-feira, 6 de agosto de 2012

CINZAS DE ROSAS

As cinzas que o vento espalha
são o resto que ficou,
do que um dia foram rosas,
em todo seu explendor!
O tempo embotou-lhe o viço...
seu luzir se apagou,
o perfume tão suave...
também se evaporou!
ficando no seu lugar,
em vez de rosas formosas,
só as cinzas do que passou!

As rosas despetaladas,
agora não são mais belas...
cairam de suas corolas
depois que desabrocharam...
perfumou por algum tempo,
a muita gente encantou...
com a beleza das cores,               
a singeleza do odor,
que o tempo um dia roubou!

E não restando beleza,
nem mais perfume a exalar,          
finalmente elas fenecem...
E para tristeza nossa,
se tornam pétalas secas
que logo se tornam pó...
pó de cinzas...somente cinzas,
que mesmo sendo de rosas,
são cinzas,somente pó!


sscoqueiro   06/08/12

Nenhum comentário:

Postagens populares