quinta-feira, 13 de junho de 2013

terça-feira, 11 de junho de 2013

domingo, 9 de junho de 2013

MEUS DIÁRIOS

Manter diários guardados
é a forma mais contundente
de reviver o passado,
que acaba sendo esquecido...
se nunca for revivido!

Fatos se perdem com o tempo,
sejam meros ou importantes...
pessoas de nosso círculo
se tornam velhos fantasmas
de um passado tão distante!

Alguns os amigos do peito
que partiram há muito tempo
ficam tão fundo na mente,
que acabam sendo guardados
quando deviam estar presentes!

Até os amores passageiros,
mas,que deixaram pegadas,
e nos deram doces momentos...
o tempo os leva embora
de nossa mente embotada!

Reler os velhos diários
nos traz de volta lembranças...
dos tempos de pouca idade,
de surpresas,descobertas,
e da procura incansável,dessa tal felicidade!

A inquietitude dos jovens,suas mudanças constantes
a procura de aventuras e de mundos diferentes,
com o tempo ficam perdidas,
na perspectiva do futuro,olhos fitos no horizonte
buscando o melhor da vida!

E nem percebe que o tempo,as vezes seu aliado,
nas horas mais prazerosas do sucesso adquirido,
vem cobrar o que lhe deu durante a vida inteirinha,
e tira tudo de bom a que está acostumado,
deixando-o velho e sem forças,a reviver o passado!


sscoqueiro            09/06/2013    Poetisamadora

sexta-feira, 7 de junho de 2013

LADO SELVAGEM

Vou deixar meu lado selvagem
nortear a minha vida...
seguir,sem saber pra onde...
soltar amarras que me prendem,
cortar laços,arrancar raízes
que fixam meus pés no chão,
sair,vagar pelo mundo a fora,
dormir sob o céu estrelado,
embrulhar com o manto da escuridão!

Acordar com o romper da aurora...
beber  gotas de orvalho pra matar a minha sede
comer frutos silvestres
pra saciar  minha fome...
e continuar caminhando,
mesmo sem ter pra onde...
Dialogar comigo mesma,
discutir minhas razões
e causas, pra tantas desilusões!

Seguir adiante,sem pensar
onde a vida vai me levar...
sem estrada definida,sem metas
estipuladas,de onde e quando vou parar...
Até que um dia,quem sabe?
me perca no labirinto interminável...
e pare onde os pés cansados derem conta de me levar...
até que a morte,finalmente,
me encontre em qualquer lugar!
sscoqueiro 07/06/2013     Poetisamadora

quarta-feira, 5 de junho de 2013

VONTADES ESTRANHAS

As vezes tenho vontade
de sentar no chão,sozinha...
de pernas cruzadas,
no quartinho da memória
de minha vida inteirinha!

Rever tudo que gostei...
e o que também odiei,
onde ri,onde chorei...
ver tudo que fiz de errado,
ver também onde acertei!

Acho que um quarto é pequeno
pra caber o que vivi...
pois as memórias são tantas,
de tudo que já passei...
e mesmo assim, não esqueci!

Todas as recordações
felizes ou infelizes
do dia a dia, da vida de cada um,
tudo o que virou lembrança,
é  hoje arquivo precioso,trancado num velho baú!

Quando a saudade do passado,
saudades nem sei de quê,
bate apertado no peito,bate e torna bater,
a vontade é erguer a tampa
e soltar os sentimentos,contidos,nem sei pra quê!
sscoqueiro              05/06/2013  Poetisamadora











Postagens populares