segunda-feira, 29 de julho de 2013

CÉU ESTRELADO

Fito o céu coagulado de estrelas...
luminosas,cintilantes,indiferentes,
frias como cristais de gelo...
que penetram na alma da gente.

Uma delicada lua crescente
ornamentando a escuridão estável,
num fantasmagórico contorno
de sua plenitude insondável!

O abismo da noite impenetrável
a tudo veste com o negror do manto...
só os pontos brilhantes lá no alto
deixam entrever o deserto onde me encontro!

Oh,Deus! onde estás que não me ouves?
que não me poupa dessa solidão?
estou a lamentar sozinho no deserto,
perdido e insano nessa imensidão!

O cheiro imperativo da areia,das dunas
ornamento da paisagem seca,árida,dormente..
e o vento cortante me perfura a pele,
como agulha gelada em carne quente!

Tento me aquecer abraçando a mim mesmo,
o cansaço me vence e adormeço,
e sonho... lindos sonhos,sonhos doces,
aqueles sonhos que jamais alguém esquece!

Estou alegre,sorrindo,deslumbrado
recostado a uma sombra verdejante
de uma imensa árvore de papel
com seus galhos leves,balouçantes!

E o vento a soprar se faz cantante,
me embalando em suave escarcéu,
e me transporta em nuvens voejantes
para perto das estrelas,lá no céu!

sscoqueiro / poetisamadora     29/07/2013

Nenhum comentário:

Postagens populares