sexta-feira, 27 de abril de 2012

A ESPERA

Meu rosto no espelho
mostra em minh'alma...
todas as cicatrizes que a vida deixou,
me levam ao passado
sofrido e chorado,
dorido,magoado que nunca passou...

Porque não esqueço teu rosto querido...
não levo o presente agora vivido...
e deixo as lembranças correrem de mim?
Será que as marcas gravadas a fogo
jamais vão sair...
e este tormento não vai ter um fim?

Procuro nas sombras teu vulto escondido,
e nunca te encontro...é tempo perdido,
Se quiser me encontrar,sabe onde estou...
Só eu nunca sei onde te buscar...
Eu estou sempre no mesmo lugar,
na triste esperança de te esperar!

Um dia... quem sabe!
Te lembres de mim
e venha tirar-me a agonia sem fim...
te espero de noite,com chuva ou com sol,te espero de dia
no outono,verão,primavera ou inverno
a vida sem te é mesmo um inferno!

sscoqueiro                  27/04/12

Nenhum comentário:

Postagens populares