quinta-feira, 14 de maio de 2015

FÊNIX

Juntei meus pedaços espalhados
pela estrada da vida em desalinho,
e fiz com eles novo ser vivente,
como a fênix das cinzas renascida,
que retorna ao ninho,alegremente!

Deixei pra trás todas as lembranças,
todas as dores,mágoas,desencantos...
refiz a plumagem enegrecida
pelo triste viver amortecido
em cacos espalhados pelo vento!

Enchi o peito com novos ares,
com novos sonhos ainda por viver,
tornei ao ninho pra poder alçar
novos vôos ao alvorecer,
e novas metas poder alcançar!

Com nova plumagem encaro o desafio...
dei outros rumos pela vida afora,
sabendo agora o que antes não sabia
que a vida cobra por cada momento
que jogamos fora,sem sabedoria!

Renascer é lutar com galhardia
pra sobreviver  cada batalha,a cada dia
descobrir caminhos novos,mais amenos,
com menos querer,menos pedir,
e mais,muito mais a oferecer!

Contemplar o céu,sorver do mar
a brisa que refresca, a aura mansa...
ver a riqueza que entrelaça a alma
daquele que sabe compreender..
como é tão simples, simplesmente viver!

Selma Coqueiro  poetisamadora               14/05/2015

Nenhum comentário:

Postagens populares